22 de janeiro é o Dia do Curry no Japão! – Parte 1

“Hoje é Dia de Cultura Japonesa!” – Capítulo 82 – Parte 1

O curry (ou karê) é um prato de origem indiana, que foi introduzido ao Japão por meio dos ingleses e que, após passar por várias adaptações, é hoje considerado um “kokuminshoku” (国民食), ou seja, um prato “paixão nacional” dos japoneses.

No dia 22 de janeiro de 1982, o Conselho de Nutricionistas Escolares do Japão estabeleceu o curry como um componente do cardápio unificado para a merenda escolar em todo o país. Em referência a este acontecimento, posteriormente, a data tornou-se o Dia do Curry.

O curry teria chegado pela primeira vez ao Japão por volta de 1858, com a abertura do porto de Yokohama, alguns anos após o encerramento da política de isolamento nacional conhecida como “Sakoku” (鎖国).

Posteriormente, a Marinha Imperial do Japão adotou o curry como medida de prevenção do beribéri, doença causada pela falta de vitamina B1. Na atual Força Marinha de Auto-defesa do Japão, o curry é o “prato do dia”, das sextas-feiras. Dizem que é uma tradição herdada da Marinha Imperial, que oferecia o curry todas as sextas para que a tripulação não perdesse a noção do tempo durante viagens longas.

No entanto, o pesquisador, historiador e nutricionista Naofumi Takamori, vinculado à Força Marinha de Auto-defesa, contesta a tradição acima. A cultura de se comer curry às sextas-feiras teria se popularizado por volta da década de 1980. Atualmente, o “Kaigun Curry” (curry das forças marinhas) é um prato regional adotado por diversas cidades portuárias, com destaque para Yokosuka, na província de Kanagawa.

Falando em pratos regionais, a foto escolhida para ilustrar este artigo é o Kurobe Dam Curry, o curry da Represa de Kurobe, da província de Toyama. Neste prato oferecido na Represa, que também é um ponto turístico, o arroz vem em forma de barragem, e o curry representa a água da represa. O tipo de curry é o green curry, picante, típico da Tailândia. Há quem critique a ideia de “destruir a represa” na hora de comer. Mas não deixa de ser uma ideia divertida. Existe a opção de degustar o prato com a colher em formato de pá.

O Dr. William Smith Clark, amplamente conhecido no Japão pelos seus trabalhos como educador na Faculdade de Agricultura de Sapporo (atual Universidade de Hokkaido) e também pela sua célebre frase: “Boys, be ambitious” (少年よ、大志を抱け) também é considerado uma das pessoas que contribuíram para a popularização do curry, ao incentivar o consumo na faculdade.

O curry pode ser preparado em casa, de diversas formas. Provavelmente a forma mais popular é preparar usando o tablete conhecido como “curry roux” (カレールー), mas também pode ser feito a partir do condimento em pó, que já vem com as diversas especiarias misturadas (curry-ko ou カレー粉). Já quem quer praticidade, pode optar pelo “retoruto” (レトルト) curry, que já vem semi pronto, e pode ser esquentado em banho maria ou no micro-ondas.

No outro extremo, há quem compre separadamente cada um dos condimentos para buscar o seu “blend” ideal do curry. A empresa Gaban disponibiliza um kit com 20 especiarias, para que o consumidor possa criar o seu curry preferido, ou mesmo criar um curry diferente todos os dias.

O curry pode ter pertences dos mais diversos tipos, mas os ingredientes considerados tradicionais são: carne, batata, cenoura e cebola. A carne preferida no Japão como um todo é a carne suína, com exceção da região de Kansai e parte de Shikoku, que preferem carne bovina. Segundo pesquisas, esta preferência no tipo de carne é refletida na preferência da carne utilizada no curry. Cabe lembrar que Kansai (e províncias vizinhas, como Mie) é uma região conhecida pela produção de Wagyu, como o Kobe, Matsusaka e Ōmi.

Já os acompanhamentos preferidos do curry são as conservas como o Fukujinzuke (que apresentamos no artigo de 29 de julho), ou o Rakkyo.

(Continua na segunda parte.)

Livraria Virtual

ACBJ - Aliança Cultural Brasil-Japão

Aliança Cultural Brasil-Japão
Unidade Vergueiro
Cursos de língua japonesa, português para japoneses e artes orientais.
R. Vergueiro, 727 - 4º andar
Liberdade - 01504-001
São Paulo - Tel.: (11) 3209-6630
Centro Cultural Aliança
Unidade Pinheiros
Cursos de língua japonesa, português para japoneses e artes orientais.
R. Dep. Lacerda Franco, 328
Pinheiros - 05418-001
São Paulo - Tel.: (11) 3031-5550



© Aliança Cultural Brasil Japão
Todos os direitos reservados
by hkl interactive media