16 de setembro – Dia do Açaí no Japão

“Que dia é hoje?” – Capítulo 45

No dia 16 de setembro de 1929, os primeiros imigrantes japoneses chegaram de forma oficial à Belém, no Estado do Pará. Em homenagem a este fato histórico, a empresa japonesa “Fruta Fruta” (フルッタフルッタ) escolheu a data como o “Dia do Açaí” (アサイーの日) no Japão.

No dia 22 de setembro do mesmo ano, os imigrantes chegaram ao distrito de Tomé-Açu, na época, parte do Município de Acará. Em 1931, foi criada a “Cooperativa de Hortaliças”. Em 1933, um navio de imigrantes japoneses a caminho do Brasil, aportou em Singapura, devido à morte de um dos imigrantes. Durante a parada, o chefe da embarcação adquiriu 20 pés da planta de pimenta-do-reino. Posteriormente, Tomé-Açu tornou-se o maior produtor mundial de pimenta-do-reino, por meio dos imigrantes japoneses. Em 1949, a corporativa passou a se chamar CAMTA (Cooperativa Agrícola Mista de Tomé-Açu).

Entre as décadas de 1960 e 70, as plantações de pimenta-do-reino foram atacadas pela praga fusariose. Esta enfermidade foi posteriormente descoberta e combatida num esforço em conjunto da Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária) com a JICA (Japan International Cooperation Agency). Mas neste período, os imigrantes de Tomé-Açu começaram o cultivar outros produtos tropicais como alternativas, tais como o açaí, a acerola e o cacau, que do Pará, conquistaram o Brasil, e depois o mundo, inclusive o Japão.

A empresa Fruta Fruta, fundada em 2002, não distribui apenas o Açaí no Japão, mas 11 “frutas amazônicas” em formato de polpa congelada. São elas: açaí, pitaya, cupuaçu, acerola, cacau, maracujá, caju, goiaba, graviola, mangá e abacaxi.

Desde 2007, a empresa criou o prêmio “The Best Açaínist” em parceria com a Embaixada do Brasil em Tóquio, para premiar personalidades que contribuíram para popularizar o açaí no Japão. A premiação acontece em três categorias: “Energy (energia)”, “Beauty (beleza)” e “Healthy (saúde)”.

O jogador de futebol ex-seleção japonesa Yuji Nakazawa, que iniciou sua carreira no clube América Mineiro, de Belo Horizonte, é uma das poucas personalidades que foram premiadas por três vezes, em 2007, 2009 e 2011, tornando-se hors concours. O Yokohama F-Marinos, clube que o atleta defendeu por 17 anos, também é um grupo “Açaínist” oficial da Fruta Fruta.

Uma das possíveis causas da popularização do açaí no Japão teria sido o fato de Nakazawa ter dito que tinha anemia, mas que melhorou desde que passou a consumir açaí. Já no ano de 2011, Nakazawa foi reconhecido por visitar as crianças de Saitama, afetadas pelo Grande Terremoto do Leste do Japão. Nas visitas, o jogador levava alegria às crianças, jogando futebol com elas e distribuindo açaí. Na premiação, Nakazawa disse: “Meu sangue é feito de açaí”.

 


 

Veja também nossos artigos anteriores:

19 de agosto – Dia do Haiku (Capítulo 27)

31 de agosto – Dia do Yasai (Capítulo 33)

Livraria Virtual

ACBJ - Aliança Cultural Brasil-Japão

Aliança Cultural Brasil-Japão
Unidade Vergueiro
Cursos de língua japonesa, português para japoneses e artes orientais.
R. Vergueiro, 727 - 4º andar
Liberdade - 01504-001
São Paulo - Tel.: (11) 3209-6630
Centro Cultural Aliança
Unidade Pinheiros
Cursos de língua japonesa, português para japoneses e artes orientais.
R. Dep. Lacerda Franco, 328
Pinheiros - 05418-001
São Paulo - Tel.: (11) 3031-5550



© Aliança Cultural Brasil Japão
Todos os direitos reservados
by hkl interactive media