10 de outubro é o Dia do Okonomiyaki!

“Hoje é Dia de Cultura Japonesa!” – Capítulo 61

O okonomiyaki é um prato muito querido pelos japoneses e cada vez mais procurado no Brasil. Muitas vezes é apresentado como pizza ou panqueca japonesa, porém assado na chapa, em vez de forno.

A data foi definida pela empresa Otafuku, sediada em Hiroshima. A escolha foi esta, pois 10 em japonês é “jyu”. E a onomatopeia utilizada pelos japoneses para representar o som do okonomiyaki sendo assado na chapa é jyu-jyu. Por este goroawase (trocadilho numérico), 10/10 virou o Dia do Okonomiyaki. Outro motivo é que o 0 (zero) é redondo como um okonomiyaki ou como as pessoas sentadas em volta da chapa caseira.

Okonomi” significa “ao seu gosto”, “o que quiser/preferir”, e “yaki” é assado ou grelhado. Seus ingredientes principais são a massa feita de farinha de trigo, repolho, molho especial para okonomiyaki e os toppings (recheios) escolhidos a gosto, como bacon, queijo, macarrão, ovos, verduras, frutos do mar, etc.

Existem diversas variações regionais, sendo os mais famosos o okonomiyaki à moda de Kansai (Osaka) e o à moda de Hiroshima. A região de Kanto (Tóquio) também possui um prato semelhante chamado monjayaki.

Alguns pesquisadores atribuem a criação do okonomiyaki a Sen no Rikyū, o mestre que estruturou o formato atual da cerimônia do chá. Nascido em Sakai (Osaka) no século 16, Rikyū servia um acompanhamento para o chá chamado “funoyaki”, que é uma mistura de farinha de trigo e água assada. Porém, a semelhança acaba por aqui.

No Período Taishō (1912-1926), já existiam diversos pratos como o dondonyaki (Tóquio), nikuten (Kobe) e issen yōshoku (região de Kinki), que são próximos ao que conhecemos como okonomiyaki hoje.

O registro mais antigo da palavra okonomiyaki é datado de 1931. Após a Segunda Guerra Mundial, um período de escassez de alimentos, começaram a ressurgir barracas de konamon (comida feita de farinha, como okonomiyaki, takoyaki, udon, etc.) nos yamiichi (mercado negro). Embora já utilizado anteriormente, teria sido neste período que o repolho passou a ser um ingrediente imprescindível. Em 1953, a loja Botejyu introduziu o uso da maionese no prato. O okonomiyaki se consolidou como um prato típico de Osaka após a Exposição Universal de 1970 (Osaka Banpaku).

No Japão existe uma discussão se devemos comer okonomiyaki usando hashi ou com um tipo de espátula chamada kote, hera ou teko, conforme a região. Principalmente na região de Kansai (região de Osaka), surgiu o hábito de comer diretamente com a espátula. Mas hoje em dia, qualquer restaurante especializado em okonomiyaki disponibiliza o hashi.

O okonomiyaki é um prato muito frequente em mangás de comida ou de food fight (os chamados Gourmet Mangá). Como um mangá exclusivo sobre o assunto, existe o “Ōsama no mimi wa Okonomimi”, publicado entre 2004 e 2007, na revista “Monthly Shonen Gangan”, a mesma de Fullmetal Alchemist.

Mesmo entre mangás cujo tema não é comida, não é difícil encontrar cenas de personagens conversando enquanto saboreiam este prato. Uma das personagens mais famosas do okonomiyaki é Ukyo Kuonji, do mangá Ranma 1/2, com destaque ao arco do volume 19, publicado no Brasil pela Editora JBC.

No anime Anpanman, aparece o personagem Okonomiyakiman, junto com seu rival Takoyakiman, no episódio 248, exibido originalmente em 13 de setembro de 1993.

Existem também vários doramas (novelas) centrados nos restaurantes de okonomiyaki. Um dos mais populares é o “Teppan”, Asadora (dorama matinal diário de 15 minutos de duração) exibido pela NHK em 2010. Teppan é chapa em japonês e retrata a vida de uma garota que resolve ter um restaurante de okonomiyaki, na cidade de Onomichi, em Hiroshima.

Uma atração à parte quando vamos a uma loja de okonomiyaki no Japão é o “mayo art” (mayonnaise art) ou “oko art” (okonomiyaki art). O chapeiro ou o garçom transforma o okonomiyaki numa tela de pintura e faz desenhos ou padrões usando a maionese. Veja este tutorial da empresa Otafuku sobre como fazer o “oko art” em casa.

Um local interessante para conhecer a história e a cultura do okonomiyaki em Hiroshima é o “Wood Egg Okonomiyaki Kan”, mantido pela Otafuku. A construção tem o formato de um ovo de madeira. Entre as atrações, há o “Okonomiyaki Museum”, cozinha para aprender a fazer okonomiyaki em família, centro de treinamento profissional, showroom e ainda um espaço em que você pode preparar seu okonomiyaki numa chapa profissional de 19 mm de espessura. Veja mais em clicando aqui.

Crédito da arte dos okonomiyakis: JapanLover.me

 


 

Veja também nossos artigos anteriores:

6 de agosto – Hiroshima (Capítulo 17)

24 de agosto – Dia do Dressing (Capítulo 29)

3 de outubro – Dia do Anpanman (Capítulo 56)

Livraria Virtual

ACBJ - Aliança Cultural Brasil-Japão

Aliança Cultural Brasil-Japão
Unidade Vergueiro
Cursos de língua japonesa, português para japoneses e artes orientais.
R. Vergueiro, 727 - 4º andar
Liberdade - 01504-001
São Paulo - Tel.: (11) 3209-6630
Centro Cultural Aliança
Unidade Pinheiros
Cursos de língua japonesa, português para japoneses e artes orientais.
R. Dep. Lacerda Franco, 328
Pinheiros - 05418-001
São Paulo - Tel.: (11) 3031-5550



© Aliança Cultural Brasil Japão
Todos os direitos reservados
by hkl interactive media